Virtualidades


Vergonha no Médio Oriente

As recentes palavras do senhor Mahmoud Ahmadinejad, o terrorista que neste momento preside ao Irão, tem sido de um mau gosto demasiado gritante para o mundo ficar calado. Primeiro pediu que Israel fosse apagado do mapa, depois pediu a sua transferência para a Europa e depois defendeu a teoria revisionista do Holocausto Nazi. E o que o mundo faz perante estas declarações? Nada, apenas umas condenações em palavras, algumas vozes esclarecidas a pedir punições ao Estado do Irão, mas nenhumas consequências. Em Portugal, os suspeitos do costume andam calados, pois poderiam ser confundidos com alguns perigosos sionistas pró americanos. Gostava que de uma vez por todas estas pessoas se assumissem como verdadeiros defensores da liberdade e da democracia e criticassem violentamente este senhor, pelo menos metade do que dizem dos EUA ou de George Bush. Ficava-lhes tão bem…

3 Responses to “”

  1. # Anonymous Anónimo

    Mahmud Ahmadinejad ( Presidente do Irão ):

    " Eles (os ocidentais) inventaram o mito do massacre dos judeus e elevaram-no acima de Deus, das religiões e dos profetas", afirmou Mahmud Ahmadinejad, num discurso transmitido em directo pela televisão estatal iraniana.

    "Se alguém nesses países puser em causa Deus, nada lhe acontece. Mas se criticar o mito do massacre dos judeus, os altifalantes sionistas e os governos a soldo do sionismo começam a vociferar", acrescentou o presidente.



    Porque será que discutir o holocausto é um tabu, um tabu tão grande que estigmatiza quem falar nele, e aí de quem se atreva sequer a tentar contestar esse holocausto, só o facto de se tentar falar sobre o assunto já é considerado crime em diversos países.
    De facto podemos discutir deus, podemos discutir sobre o aborto, podemos discutir sobre Hiroshima,sobre os milhões de Russos que morreram durante a 2ª guerra mundial, mas não podemos sequer ousar discutir o holocausto. Será por não terem provas da morte dos tais seis milhões ?

    Quem tem medo da verdade?

    Obs: texto retirado do blog: http://legiaoinvicta.blogspot.com/


    Comentário:
    Concordo!
    De facto, é muito estranho ninguém poder investigar o assunto!
    Foram 100 mil, 500 mil, 1 milhão, 6 milhões, 7 milhões?  

  2. # Blogger Filipe Alves

    Existem provas do Holocausto. Só não as vê quem não quer.  

  3. # Blogger Nuno Gouveia

    A questão não é a investigação ao Holocausto. Saber se foram 6 milhões ou de 5,5 milhões não invalida o horror e a vergonha que foi a barbarie nazi. Dizer que o holocausto é um mito é inaceitável. O Holocauste existiu e já foi bastante dissecado por inúmeros historiadores. As provas, como disse o meu caro amigo Alves existe, só não as vê quem não quer...  

Enviar um comentário

Links to this post

Criar uma hiperligação


Web This Blog

Blogues




© 2006 Virtualidades | Blogger Templates by GeckoandFly.
No part of the content or the blog may be reproduced without prior written permission.
Learn how to make money online | First Aid and Health Information at Medical Health