Virtualidades


O apito dourado em Gondomar
Finalmente, após anos confusão mediática, o caso Apito Dourado suscita acusações de alguns dos arguidos. O Tribunal de Gondomar decidiu hoje considerar que as provas apresentadas pelo Ministério Público são válidas para sustentar a acusação. Sustentando sempre a presunção de inocência dos visados, gostaria de ressalvar algumas considerações enquanto militante do PSD da secção de Gondomar.

O que me interessa neste processo é verificar as responsabilidades daqueles que lideraram ou ainda fazem parte do partido nesta secção. Da lista de acusados, observa-se o caso do Major Valentim Loureiro e dos Vereadores da CM de Gondomar, Castro Neves e José Luís Oliveira, que, felizmente, já não são militantes do PSD. Por fim, o actual presidente da Concelhia do PSD, que decidiu ficar como batedor dos independentes, Leonel Viana, foi também constituído arguido neste processo.

Num plenário no período das últimas autárquicas, questionei Leonel Viana o que faria o PSD se alguns dos arguidos de então fossem acusados? Com um sorriso irónico, respondeu que isso logo se veria. Ora, estando metido até ao fundo nas trapalhadas da política em Gondomar, Leonel Viana ficou com a missão de controlar o PSD para o Major. A verdade é que o tem conseguido, devido à apatia dos militantes do PSD de Gondomar, que, ou estão com o Independente Major, ou então, desligaram-se da política.

Neste momento, quer o PSD e a JSD são cadáveres políticos que vagueiam por Gondomar, sem que ninguém esteja ver alguma acção, posição ou medida da parte deles. Toda a gente sabe as centenas de militantes sob “alçada” de José Luís Oliveira, e por isso há receio em afrontar o poder daqueles que hoje foram acusados.

O PSD teve uma oportunidade de ouro de desenvolver Gondomar de uma forma decisiva, mas infelizmente colocou o poder na mão destes senhores, que mostraram o seu verdadeiro valor. Agora, espero que se faça justiça, e sejam considerados culpados ou inocentes, sem subterfúgios legais. Como aqueles que os Advogados têm andado a tentar até ao momento.

1 Responses to “”

  1. # Blogger Luís Cardoso

    Leonel Viana foi um dos alinhados com a jogada do movimento independente na campanha para as autárquicas de 2005.

    Todos conhecem a sua proximidade com Valentim Loureiro. Várias foram as reuniões entre ambos, sempre rodeados de outras figuras que ainda manipulam a belo prazer o destino do concelho.

    Na altura recordo-me que quando a táctica de sobreposição da decisão de Valentim Loureiro ao líder do partido não funcionou, avançou um plano alternativo “Partido Independente Gondomar no Coração”... que coração interrogava-me eu na altura! Deve ser o mesmo coração que aprovava projectos absurdos para benefício dos “amigos” construtores, ou o mesmo que tinha conhecimento privilegiado das grandes obras públicas no concelho para retirar benefício próprio, ou investimentos de empresas de transportes da área metropolitana, etc…

    O projecto independente não seria difícil organizar, os recursos as pessoas para o projecto independente estavam reunidos, pois era vital proteger o trabalho do grupo nos anos anteriores na câmara, o resultado foi o êxito, vitória eleitoral como nunca antes se viu em Gondomar. Quem não se lembra do discurso vigorante de vitória, mas para quê, o que se fez em Gondomar nos últimos dois anos, quais são os projectos, infelizmente hoje a autarquia tem outras preocupações, já nem a questão social que foi um marco da gestão Loureiro funciona bem.

    As vitórias políticas actualmente não se sobrepõem a Justiça, os poderes da nossa república não se misturam, e quando existe tentativa de ingerência existe um mal-estar que impede o domínio da senhora justiça que nos protege.

    O processo apito dourado quanto a mim é o início, e apenas uma pequena parte das práticas de quem é acusado, admito que vão decorrer vários anos até a sentença final, mas as evidências existem, e ninguém conseguirá retirar a curto prazo a etiqueta com título “Gondomar concelho corrupto”.

    Penso que a decisão esteve na mão de todos, na altura não existiu vontade dos gondomarenses na mudança, também a alternância não oferecia garantias de futuro.

    Hoje responsabilizo cerca de 60% dos votantes gondomarenses que no dia 11OUT2005, aqueles que optaram em confiar nas pessoas acusadas por crimes de corrupção.

    Dá para pensar, será que não interessa ser honesto, hoje não existe problema em utilizar património público em benefício pessoal, podemos endividar as câmaras pois o estado não responsabiliza ninguém, e a população apenas pretende obra feita.

    Que dizem os politicólogos acerca deste fenómeno…  

Enviar um comentário

Links to this post

Criar uma hiperligação


Web This Blog

Blogues




© 2006 Virtualidades | Blogger Templates by GeckoandFly.
No part of the content or the blog may be reproduced without prior written permission.
Learn how to make money online | First Aid and Health Information at Medical Health