Virtualidades


"Stay on Offense"

O assassinato de Benazir Bhutto levanta uma série de questões problemáticas sobre o futuro do Paquistão. A assinatura da Al-Qaeda está bem visível neste atentado. Um país que é o centro nevrálgico do terrorismo islâmico não pode cair nas mãos dos terroristas. Não podemos esquecer que o Paquistão tem armas nucleares.

Pervez Musharraf tem sido um importante aliado dos Estados Unidos na região, mas não conseguiu impedir que os extremistas islâmicos se infiltrassem no aparelho de estado. A morte de Bhutto teve a cumplicidade de sectores importantes do poder. A Europa e os Estados Unidos deverão reforçar o apoio às forças democráticas do Paquistão, e impedir que o poder seja partilhado ou mantido pelos extremistas.

"Stay on Offense" é uma das frases de campanha de Rudy Giuliani. E é o que os Estados Unidos e a Nato deverão fazer no Afeganistão. Com a instabilidade crescente no Paquistão, a Nato deverá reforçar e aumentar a sua capacidade de combate no Afeganistão. Portugal e os restantes países europeus não podem voltar as costas a esta luta. Não duvidemos, depois do Iraque, o centro do combate contra as forças da Al-Qaeda vai deslocar-se para esta região. A nova estratégia no Iraque tem vindo a surtir efeitos positivos no terreno, e é possível que os extremistas islâmicos vejam agora uma janela de oportunidade no Paquistão. Não duvido que a luta vai ser longa e sangrenta, mas o Ocidente não pode vacilar. O que será do mundo se o Paquistão cair nas mãos dos terroristas?

Etiquetas: ,

0 Responses to “"Stay on Offense"”

Enviar um comentário

Links to this post

Criar uma hiperligação


Web This Blog

Blogues




© 2006 Virtualidades | Blogger Templates by GeckoandFly.
No part of the content or the blog may be reproduced without prior written permission.
Learn how to make money online | First Aid and Health Information at Medical Health