Virtualidades


política à portuguesa

O Congresso do CDS
Já se sabia que este enclave do CDS não teria grande interesse. Paulo Portas foi coroado líder e viu a sua lista vencer com mais de 80 % dos votos. Apenas dois factos de relevo que facilmente se destacam: a nomeação de Telmo Correia como candidato à CM de Lisboa e o distanciamento que este novo CDS pretende criar em relação ao PSD.
Telmo Correia, parlamentar que aprecio, não me parece um bom candidato para o CDS. Com a proliferação de candidaturas, não vai ser fácil a este político, com cara de poucos amigos, granjear uma grande votação em Lisboa. Se o CDS não conseguir eleger um vereador, Portas irá certamente ter grandes problemas.
Os ataques ao PSD têm de ser vistos à luz da actual situação política do país. Paulo Portas sabe que tem de distanciar-se dos anos em que foi parceiro de coligação do PSD. Para os portugueses, os mandatos de Durão Barroso e Santana Lopes são encarados como anos negros. Ora, se Portas quer aparecer como um homem novo, tem de atacar Durão e o PSD. A ver vamos se a estratégia vai correr bem. Um PSD forte é bem capaz de dilacerar este CDS. Mas esperemos pela evolução política no PSD.

0 Responses to “política à portuguesa”

Enviar um comentário

Links to this post

Criar uma hiperligação


Web This Blog

Blogues




© 2006 Virtualidades | Blogger Templates by GeckoandFly.
No part of the content or the blog may be reproduced without prior written permission.
Learn how to make money online | First Aid and Health Information at Medical Health